IMAS inicia a gestão da FHJA em Campos Novos

IMAS inicia a gestão da FHJA em Campos Novos

Ocorreu na segunda-feira, 1º de abril, a assinatura do contrato entre a prefeitura de Campos Novos e o Instituto Maria Schmitt (IMAS), transferindo para a Organização Social de Saúde (OSS), a gestão do Hospital Dr. José Athanázio, compartilhada com a prefeitura do município.

O contrato é de 12 meses, com possibilidade de renovação, no valor mensal de R$ 725 mil, a serem repassados pelo Fundo Municipal de Saúde, com redução gradativa no valor dos recursos repassados. Assinaram o contrato, o presidente do IMAS, Robson Schmitt, e  o prefeito Alexandre Zancanaro.

O Instituto indicou Edson Martins como o diretor geral do hospital e seu representante em Campos Novos. Como forma de coparticipação do município na gestão, Luanna Coninck Dalla Costa, permanece como Diretora da Fundação, além de assumir o cargo de Gerente de apoio e hotelaria. Além desse cargo, a prefeitura conta com o de diretor técnico, que permanece com o Dr. Euclides Dall’Oglio Júnior.

Para o médico Robson Schmitt Machado, presidente do IMAS, a ideia da instituição é ampliar a oferta de serviços e a produção do hospital e consequentemente, ampliar o faturamento com intuito de proporcionar sustentabilidade financeira ao hospital. “Vamos instituir nossos protocolos de internação para que o hospital possa aumentar sua taxa de ocupação. É fundamental que o hospital aumente o número de internações clínicas, hoje consideradas baixas. Acreditamos que muitas dessas internações não são feitas e o paciente é tratado em casa. A acessibilidade dos usuários de SUS e convênios não mudará, nossa ideia é facilitar ainda mais. O hospital precisa produzir, senão ele não é autossuficiente. Sem produção, fica inviável”, disse.

Dr. Robson reforça que, na emergência a triagem com classificação de risco deverá iniciar na semana que vem. Ele entende que a classificação de risco é de fundamental importância para identificar no acolhimento, a gravidade ou não do quadro de cada paciente que será atendido de acordo com a classificação feita na triagem.

A diretora assistencial do Instituto, Mirian Késia Labs de Lima, finaliza citando mais um dos objetivos do IMAS para dar sustentabilidade financeira ao hospital, que é fazer a pactuação com os municípios da Associação dos Municípios do Planalto Sul Catarinense (Amplasc) para que as prefeituras realizem repasses mensais, já que o hospital atende toda a região.